cuidar de quem cuida

Cuidar de Quem Cuida

O projeto "Cuidar de Quem Cuida” (CQC), promovido pelo Centro de Assistência Social à Terceira Idade e Infância de Sanguêdo (CASTIIS) e que decorreu entre 2009 e 2013 na região Entre o Douro e Vouga (EDV), foi reconhecido como um projeto inovador e de sucesso ao nível da intervenção junto de cuidadores/as informais de pessoas com demência.  

Entre fevereiro de 2014 e 2016, o projeto foi constituído por duas componentes de ação que abrangeram o território da região EDV e da Área Metropolitana do Porto (AMP). No âmbito da Área Metropolitana do Porto, o objetivo foi capacitar entidades de cada município para a implementação do Programa Psicoeducativo do CQC e, deste modo, alargar o âmbito de ação e apoio às pessoas cuidadoras informais dos 17 municípios que integram a Área Metropolitana do Porto. 

O Município de Espinho foi capacitado para a implementação do "Programa Psicoeducativo para Cuidadores Informais de Pessoas com Demência” do projeto Cuidar de Quem Cuida, entre fevereiro de 2014 e fevereiro de 2016, no âmbito do Programa Cidadania Ativa. 

Foram capacitados/as e participarem neste projeto, técnicos/as das seguintes entidades:
  • Câmara Municipal de Espinho (como entidade coordenadora);
  • Associação de Desenvolvimento do Concelho de Espinho;
  • Associação de Socorros Mútuos de S. Francisco de Assis de Anta;
  • Cerciespinho;
  • Centro Social de Paramos;
  • Centro Social Paroquial de S. Tiago de Silvalde;
  • Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho;
  • Delegação de Espinho da Cruz Vermelha Portuguesa;
  • Santa Casa da Misericórdia de Espinho.  
O Programa Psicoeducativo para Cuidadores Informais era dirigido a cuidadores/as informais de pessoas com demência e era composto por 10 sessões semanais de apoio psicoeducativo (partilha de competências e apoio emocional), desenvolvimento de estratégias de coping e de autocuidado que, em conjunto, promovem uma melhoria na qualidade de vida do/a cuidador/a e, indiretamente, do/a receptor/a de cuidados. 

No âmbito do projeto, em Espinho, foram desenvolvidas quatro edições do "Programa Psicoeducativo para Cuidadores Informais de Pessoas com Demência”. 

Em janeiro de 2019, o CQC foi aprovado como Título de Impacto Social (TIS), um dos quatro instrumentos de financiamento da iniciativa Portugal Inovação Social. O projeto alargou as respostas a cuidadores/as informais não especificados/as, pelo que, em setembro de 2020 foi realizada em Espinho uma ação de (re)capacitação que contou com a presença de técnicas da Cerciespinho e da Câmara Municipal.

Para sinalizações ou recolha de mais informação poderá utilizar os nossos contactos e/ou os da Cerciespinho (Polo da Idanha)

cuidar de quem cuida

Nota: Face ao contexto de pandemia por COVID-19 ainda não existem condições para realizar novos Programas Psicoeducativos. Aconselhamos a consulta frequente deste espaço para ficar a conhecer novas alterações.